CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO – CONHEÇA ALGUNS FATORES DE RISCO

CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO – CONHEÇA ALGUNS FATORES DE RISCO

Há muitas dúvidas sobre o câncer de cabeça e pescoço, por esta ser uma especialidade médica recente, pouco se sabe sobre os fatores de risco que podem causar esse câncer.

Esse é o quinto tipo de câncer mais comum entre as mulheres. Entre os homens é o segundo, ficando atrás apenas do câncer de próstata. Mas em que região esse câncer se encontra?

Os tumores de cabeça e pescoço manifestam-se em regiões como boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago, tireoide, seios paranasais e pele. O câncer nesses locais podem afetar diversas funções que atingem a qualidade e a rotina de vida do paciente, como por exemplo: a respiração, a fala, o paladar, olfato e deglutição.

Os hábitos de vida das pessoas estão relacionados com o desenvolvimento do câncer de cabeça e pescoço. Assim como em outros tipos de câncer, o consumo frequente de álcool e cigarro são fatores que aumentam este risco, sendo o tabagismo, o principal fator isolado que causa o câncer de cabeça e pescoço.

Infecções virais pelo vírus do papiloma humano (HPV) também é considerado um fator de risco, que pode causar lesões na cavidade oral e orofaringe, além de também estar presentes nas cordas vocais (laringe).

A excessiva exposição ao sol é a grande responsável pelo aparecimento do câncer de pele na região da cabeça e pescoço. Sendo a irradiação na região da cabeça e pescoço (para tratamento de tumores ou não) um fator de risco para o câncer de glândulas salivares.

Pacientes que receberam transplantes de órgãos e tomam imunossupressores para evitar rejeição, portadores do vírus HIV e outros portadores de deficiências imunológicas têm maior probabilidade de desenvolver o câncer.

Os tumores nessas regiões apresentam características específicas e o tratamento é planejado de acordo com a avaliação multiprofissional. Por isso, descobrir o câncer de cabeça e pescoço precocemente é a melhor forma para se alcançar a cura. O tipo do tratamento e as chances de cura dependem do estágio em que a doença se encontra. Fuja dos fatores de risco, a prevenção é sempre a melhor aliada no combate ao câncer.