Controlar a ansiedade e manter o coração saudável

Controlar a ansiedade e manter o coração saudável

A ansiedade, assim como o estresse, pode ser uma inimiga da saúde do coração.

Imagine que em algumas horas você terá um retorno médico muito esperado. Você começa a sentir o coração acelerado, o estômago fica inquieto e o suor cobre apele. Nesse meio tempo sua cabeça se enche de pensamentos e incertezas. “Será que meus resultados estão bons? O que o médico vai falar pra mim? E se eu estiver doente? E se for grave?” Quando você observa sua respiração está ofegante e sua cabeça virou um emaranhado de pensamentos.

Bom, nesse contexto, estamos diante de um episódio de ansiedade, que é um sentimento natural do ser humano e, na dose certa, auxilia nossa sobrevivência. Ao contrário do medo, reação às ameaças que são concretas, a ansiedade é um mecanismo de antecipação dos “aborrecimentos” futuros.

O problema começa quando toda essa emoção passa do ponto, ou seja, o nervosismo exacerbado começa a atrapalhar as tarefas e compromissos do indivíduo. Sair de casa, cumprir prazos, se concentrar… tudo torna-se praticamente uma missão impossível. E a qualidade de vida cai ladeira abaixo.

Segundo publicação de 2017 da Organização Mundial da Saúde (OMS), os transtornos de ansiedade atingem cerca de 18 milhões de brasileiros. As pessoas com transtorno de ansiedade generalizada (TAG) apresentam, por sua vez, um risco 30% maior de ter uma doença cardiovascular. Preocupante, não é?

O QUE FAZER?

Se você se identifica como uma pessoa que sofre com a ansiedade, a primeira coisa é saber que as opções disponíveis são seguras e ajudam a melhorar e controlar a situação. Você deve procurar ajuda profissional e saber que existem dois grandes pilares nessa área: a psicoterapia e os medicamentos. Paralelamente a isso, é preciso realizar uma reforma na vida.

Não existe cura se você permanece no ambiente em que adoeceu, não é mesmo? Adeque sua alimentação, apostando em alimentos variados e equilibrados, tenha noites de sono tranquilas, reparadoras. E, antes de tudo, comece imediatamente uma rotina de exercícios.

Algumas coisas devem ser observadas também, como sua respiração. Faça o teste, feche os olhos, respire fundo, encha o peito e solte lentamente repetidas vezes, isso aumentará o fluxo de oxigênio no organismo e irá contribuir para melhorar os processos mentais. Em seguida, abra os olhos e perceba a diferença. Você pode investir em uma boa música também, reserve um tempo do seu dia, vá para um local confortável, com luz agradável e escolha uma boa música. Sua mente e seu corpo agradecem.

Lembre-se sempre da importância de acompanhamento profissional para a realização de uma dieta balanceada e atividade física, além de uma boa avaliação com um médico ou psicólogo que será capaz de indicar um tratamento qualificado para você. Mantenha suas consultas de rotina em dia, cuide do seu coração! Nenhum pensamento pode ser capaz de atrapalhar sua qualidade de vida.