COMO SABER SE TENHO REFLUXO

COMO SABER SE TENHO REFLUXO

Azia, rouquidão, queimação, regurgitação, tosse e até infecções respiratórias frequentes podem ser sinais de que o pequeno músculo que separa o esôfago do estômago não esteja funcionando corretamente. Isso geralmente acontece quando a pressão do conteúdo que foi para o estômago volta para o esôfago, causando o refluxo.

O mau funcionamento pode ocorrer por diversos fatores, como a obesidade, gravidez, hábitos alimentares inadequados, repouso logo após ingerir grande quantidade de comida, consumo maior de bebidas alcoólicas e tabagismo. Mas vale ressaltar que toda condição que aumenta a pressão abdominal, aumenta também a possibilidade da ocorrência do refluxo.

Em relação ao refluxo infantil, é importante destacar que é normal o bebê golfar um pouco de leite depois de mamar ou até vomitar vez ou outra. Mas é preciso estar atento a outros sinais como: vômitos frequentes, soluço extremo, infecções respiratórias recorrentes e tosses, até mesmo desencadeando crises de asma. Nesses casos a possibilidade de ser refluxo deve ser avaliada sempre.

Na maioria dos casos, o tratamento consiste na administração de medicamentos e ajustes nos hábitos alimentares e estilo de vida. Porém em casos mais graves a intervenção cirúrgica pode ser considerada. Além disso, há um exame chamado endoscopia digestiva que permite observar se existem lesões no esôfago em consequência do refluxo, as chamadas esofagites.
Por isso, o diagnóstico do refluxo tanto nos bebês quanto nos adultos deve ser feito por um médico, baseado no exame físico do paciente e na descrição dos sintomas e, se necessário, uso de exames complementares.